SINDVIGILÂNCIA OSASCO, REGIÃO E VALE DO RIBEIRA consegue liminar em favor de 32 vigilantes do Vale do Ribeira que trabalhavam para empresa SESVI e Banco Bradesco

SINDVIGILÂNCIA OSASCO, REGIÃO E VALE DO RIBEIRA consegue liminar em favor de 32 vigilantes do Vale do Ribeira que trabalhavam para empresa SESVI e Banco Bradesco

SINDVIGILÂNCIA OSASCO, REGIÃO E VALE DO RIBEIRA consegue liminar em favor de 32 vigilantes do Vale do Ribeira que trabalhavam para empresa SESVI e Banco Bradesco

O Sindicato dos Vigilantes de Osasco entrou com a Ação Coletiva contra a Empresa SESVI e Banco Bradesco, em razão da dispensa imotivada de 32 vigilantes que trabalhavam nas agências bancárias do Banco Bradesco no Vale do Ribeira.
A situação se deu em razão da empresa promover a dispensa dos trabalhadores e simplesmente não fazer o pagamento das verbas rescisórias, dentre as quais a multa do FGTS de 40%, alegando falta de condições.

Embora o trabalhador quisesse apenas a homologação da Rescisão Contratual, se assim o sindicato fizesse, estaria sendo conivente com os erros cometidos pela empresa SESVI, o que tem se tornado uma prática das empresas de segurança, e sendo contra tais atitudes, o Sindicato jamais admitiria unicamente a liberação do FGTS ao trabalhador.

No Vale do Ribeira têm vigilantes com 20 anos de trabalho na empresa SESVI e, ao perder o posto de serviço, a empresa simplesmente se omitiu nas suas responsabilidades para garantir os pagamentos dos direitos dos vigilantes que se dedicaram para cumprir o contrato de trabalho.

Diante desse cenário, não tivemos alternativa senão propor uma ação coletiva EM NOME DO SINDICATO, representando os vigilantes da empresa SESVI no Vale do Ribeira, afirma a diretoria.
A AÇÃO Coletiva foi distribuída na ultima semana e na sexta-feira, 26/04, tivemos a decisão judicial para que os trabalhadores tenham acesso ao saldo de FGTS disponível na conta vinculada do trabalhador e, para aqueles que não foram admitidos pela empresa que assumiu o posto de trabalho, também servirá para acesso ao Seguro Desemprego.

O processo continuará inclusive com o pedido de responsabilidade subsidiária do Banco Bradesco.

SINDVIGILÂNCIA OSASCO, na luta em favor da manutenção dos direitos dos trabalhadores.