Mais um sinistro: ataque a carro-forte em Santa Catarina deixa vigilante ferido

Na manhã desta terça-feira (05/09), um carro-forte da Prosegur foi fortemente atacado, destruído e queimado na SC 135, entre Fraiburgo e Videira, em Santa Catarina. Foram cerca de oito criminosos que participaram da ação covarde, deixando um companheiro vigilante ferido.

Segundo o SINTRAVASC, que está acompanhando o caso, os bandidos estavam fortemente armados com .50 e fuzil. Eles renderam os vigilantes, que foram obrigados a deitarem no chão. Os criminosos colocaram explosivos no teto do carro-forte – a explosão foi tão grande que parte dos estilhaços machucou as costas de um vigilante.


O companheiro foi encaminhado ao hospital e não corre riscos. Com a explosão, grande parte do valor que seria roubado foi perdida.

O caos na segurança pública tornou-se uma verdadeira caça aos vigilantes, que apesar de qualificados com cursos e reciclagens fiscalizadas pela Polícia Federal, não contam com armamentos adequados para enfrentar a bandidagem.

Para acabar com a guerra desigual, a CONTRASP – Confederação Nacional dos Trabalhadores de Segurança Privada está atuando, entre outras iniciativas, para emplacar o PLS 16/2017, que permite armamentos de calibres maiores aos vigilantes.

A extensão do porte de arma dos vigilantes, pelo direito de se proteger após o expediente, também é luta da CONTRASP, que está articulando com deputados e senadores, para que possam enquadrar estas urgências.

 

Fonte: Bom Dia CONTRASP - http://contrasp.org.br/noticia/mais-um-sinistro-ataque-a-carro-forte-em-santa-catarina-deixa-vigilante-ferido